quinta-feira, 30 de junho de 2011

8 meses, e início de um semestre em casa



 Hoje completam 8 meses desde a partida do nosso Anjinho, do Carlos, Leandro e Pedro... 8 meses de saudade e dor, saudade que não dá pra matar, e dor que dilacera a alma! Cheguei em Campos Belos, minha cidade natal, domingo. E vou ficar aqui com meus pais, minha família até o fim do ano! Tomei essa decisão à uns dois meses atrás, por não agüentar mais continuar do jeito que estava, sozinha, angustiada, e nessas horas o que mais precisamos é o apoio da família, dos pais. Desde o acidente, eu nunca procurei um tratamento, por possuir uma característica triste, a dificuldade de “desabafar”. Procurei conversar com muitas pessoas, e mesmo assim, o que tenho preso dentro de mim, é muito grande, muito forte, e muito doloroso... É normal, pois perdi um amor, perdi meus sonhos, e perdi meu caminho... Hoje sou uma pessoa sem planos, e, infelizmente, sem gosto, sem empolgação pela vida. Amo minha família e meus amigos, e são eles por quem ainda continuo vivendo, e buscando equilíbrio. Então essa semana decidi que começarei a fazer terapia com uma psicóloga para, pelo o menos, tentar por pra fora tudo preso dentro de mim, mesmo sabendo que NADA nesse mundo fará com que essa dor acabe, ou tratá o Renato de volta. Sei disso, e só Deus para nos dar paciência pra viver! Não é fácil encontrar outra direção pra vida, mas é isso que venho tentando... Me encontrar, e buscar novos motivos para sorrir... Já comecei voltando pra casa, perto dos meus pais, minha família. Não vou ficar parada, pois se fosse pra isso, continuaria do mesmo jeito. Vim para me libertar da angústia do dia-a-dia, começarei semana que vem, aulas de violão, continuarei no inglês, vou entrar numa academia, pois durante esses meses engordei muito, pesando um valor que nunca cheguei. Enfim, muitos acham que porque sou nova, tenho uma vida toda pela frente, tenho que seguir... Mas não é fácil! Hoje a psicóloga me disse uma frase que é pura verdade: “Não existe idade pra sofrer, nem pra ser feliz!” Sofro muito por ter perdido o brilho que eu tinha sobre a vida, mas tenho fé em Deus que, com Ele, voltarei a sorrir verdadeiramente! Não só eu, mas todos os familiares do Renato, Pedro, Carlos e Leandro. Pois todos os que aqui ficaram, sofrem a ausência desses quatro Anjos, que por pouco tempo, se tornaram inesquecíveis na vida de muitos! Espero com muita saudade, o nosso reencontro no reino dos céus... Aqui, ficam minhas palavras acompanhadas de lágrimas e uma eterna saudade no peito!

6 comentários:

  1. Oi Maria Paula,

    Lendo isso me vejo a quase doze anos atrás, até sobre o detalhe de engordar, nossa como engordei naquela época . Mas acho q vai te ajudar voltar pra casa, naquele época tbm fiz isso, fui ficar um tempo na casa de uma tia, o que me ajdou muito.
    Sei o que esta passando, a dor que esta sentido ... tinha dias que ia dormir, pedia tanto pra Deus trazer ele de volta, e sofrimento era tanto que achava que Ele ia atender o meu pedido. Mas que Deus venha te confortar, o melhor pisicologo de todos e vou colocar vc no meu caderno de oração.


    Bjss


    Deus de abençõe

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que lindo comentário! Queria muito saber seu nome, ou possuir algum meio de obter contato com você! Ficarei muito feliz... Que Jesus te abençõe...

    ResponderExcluir
  3. Ola Maria Paula,
    Sou amiga da Jô, mãe do Renato aqui em Paris.
    Ontem foi mais um dia triste, de dor, de muitas lagrimas...Ha 5meses que conheci-a, e hoje ela diz: Que foi "O poderoso chefão/Renato que me pos em seu caminho. Hoje participo ativamente da dor dessa partida tão prematura..mas Nosso Pai Maior sabe tudo!
    Busquei em Deus uma maneira de aliviar, de afagar essa imensa dor, peço a Jô que me fale das peripecias de Renato então lembrando-o e honrando a memoria dele, o sorriso volta ao seu rosto. Assim te digo chérie, lembre dos bons momentos, sei que Renato ficara feliz. Que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Janice! Quanto carinho vejo em seu recado. O que me deixa aliviada em saber que a Jô tem você para poder contar nesse momento de dor! Te agradeço por isso, pelo apoio e pelo carinho para conosco! Que Jesus abençõe sua vida! Amo a Jô, e é bom saber que está cuidando dela... Grande abraço à você!!! Fique em paz!!!

    ResponderExcluir
  5. Janice Dornelles4 de julho de 2011 15:40

    Muito obrigada chérie pelo carinho...
    Sim tenho buscado aliviar um pouco a dor de Niña(assim que a chamo)hoje mesmo rimos muito quando ela me contou quando Renato ia ao show Vitor e Leo, mas para fazer graças aos amigos furava a fila, tentava entrar sem pagar, so pelo intuito de fazer os amigos rirem.Era pura diversão...realmente onde ele passou deixou muitos sorrisos é como Jô, mesmo sangrando por dentro, levanta a astral da gente. Eu amo a minha Niña, e estarei sempre por perto dela.Cuide-se tambem, que Deus te abençoe. Bisous

    ResponderExcluir
  6. nossa mariaa.. doí mto ler tdo isso.. mais isso é o melhor q vc pode fazer... a vida continua, com mtas lembranças ruins... mais nada melhor q o tempo pra cicatrizar certas feridas... msm essa naum sendo o casoo.. abço e mta força...

    ResponderExcluir